7 métricas de marketing que não podem ficar de fora da sua imobiliária

7 métricas de marketing que não podem ficar de fora da sua imobiliária

Por Maria Luiza Wolk

Medir, analisar, concluir e agir; este é o ciclo de todo gerente de marketing que visa ações positivas e retorno para o negócio que representa.

As métricas que analisamos em marketing são indicadores que vão medir os resultados das ações e campanhas que aplicamos em nossas mídias. Através delas, temos em mãos o número de visitantes de site, inscritos em nossos formulários, sucesso do inbound e etc. Com os números fiéis podemos ter uma visão perfeita dos resultados finais de vendas.

E aí, será que você conhece e acompanha as métricas-chaves do seu marketing. Por que isso é tão importante? Porque sem leads não há vendas! E nós, profissionais de marketing desejamos o quê? Colocar um lead quente, pronto para fechar negócio no colo da equipe comercial. 

Quanto mais conhecermos e estudarmos os visitantes do nosso site e contatos das nossas mídias, melhor atenderemos a expectativa do mercado, oferecendo aquilo que eles buscam e atrairemos mais resultados à companhia.

Para tanto é necessário conhecer, estudar, criar estratégias e analisar os resultados. 

Enfim vamos às métricas principais e dizer por que elas são tão incríveis assim:

  1. Custo por Lead (CPL)

Com ele sabemos o custo de cada lead gerado. Como? Divide-se a verba total investida das ações de marketing pelo número de leads captados no período. Forte estratégia para ganhar moral e mais verba da companhia!

  1. Origem dos Leads

Com essa métrica sabemos quais canais (busca orgânica, Ads, e-mail marketing, mídias sociais…) trazem mais retorno na geração de leads. É importantíssimo para analisar a performance de cada um deles e redirecionar estratégias.

  1. Taxa de abertura de e-mail

Essa métrica direcionada às ações de e-mail marketing, “coração” das estratégias de muuuitas empresas, nos mostra o percentual de consumidores que abriram um e-mail, especificamente, comparando ao volume de base de e-mails que a campanha foi enviada.

  1. Taxa de clique no e-mail

Dado importantíssimo, por apresentar o percentual de pessoas que clicaram no botão ou link do e-mail e foram direcionados a uma página de captura (landing page). Observamos assim o engajamento, interesse e sucesso da campanha.

  1. CPC

Esse é o famoso custo por clique, usado nas campanhas pagas. Temos uma clara visão do valor médio investido diante de cada clique recebido em um anúncio.

  1. CPA

Significa Custo por Aquisição, é uma métrica fundamental para saber o quanto de investimento de marketing foi usado para as conversões no período. Quanto você gastou em mídia paga e quantos clientes conquistaram. Quanto cada cliente custou, ok?

  1. Taxa de cliques

É a vez dela, mais conhecida como CTOR “click-to-open rate” é a taxa de clique por abertura.

Diferentemente da taxa de abertura, o que é mais específico nessa métrica que é podemos saber quem realmente está abrindo, visualizando e clicando nas campanhas de e-mail.

Enfim, se você ainda não está acostumado com esses termos, é bom se familiarizar. As vantagens são inúmeras e os resultados muito satisfatórios. Podemos avaliar a performance de cada campanha que estamos trabalhando, os pontos positivos e negativos dela, suporte para decidir sobre investimentos, agir com mais consistência e segurança e ter mais objetividade na análise do ROI.

No painel do Site Imobex muitas métricas corretores e imobiliárias já contam para performar melhor em seus negócios.

 Que tal conhecer um site prático, moderno, líder no segmento para a captação de leads?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *